FRATURAS

Fratura de Clavícula

Clique na imagem abaixo para mais informações

Fratura do úmero proximal

Fraturas do úmero proximal

As fraturas do úmero proximal (ombro) são frequentes e contribuem com 5% de todas as fraturas do corpo humano. Ocorrem mais frequentemente em pacientes de mais idade, e em mulheres, depois que o osso do úmero é enfraquecido pela osteoporose, mas podem ser vistas em pacientes de todas as idades. As principais causas são queda com apoio sobre o braço estendido e trauma direto. O diagnostico depende de exame físico feito pelo especialista e de estudos de imagem (radiografias e tomografia computadorizada , se necessário). A maioria das fraturas do úmero proximal (80%) é com pequeno desvio e os fragmentos não estão totalmente separados o que permite um tratamento conservador simples (uso de tipóia) e fisioterapia posterior para reabilitação do membro. Por outro lado, em 20 % dos casos podemos ter fragmentos desviados e com grande instabilidade e possível comprometimento vascular da cabeça do úmero, o que demanda tratamento cirúrgico específico. Diversas são as modalidades cirúrgicas, mas em geral utiliza-se placas bloqueadas com parafusos ou em casos mais graves próteses de ombro. A fisioterapia pós-operatória é mandatória e a recuperação total pode variar de 03 a 06 meses.

Fratura do úmero proximal
Fratura do úmero proximal
Osteossíntese com placa bloqueada e parafusos
Osteossíntese com placa bloqueada e parafusos

Entre em contato conosco!