TRAUMA NO ESPORTE

Luxação e instabilidade do ombro

Quedas e traumas esportivos são muito comuns de acontecerem no ombro, uma área de muita articulação, que tem o maior arco de movimento. A luxação do ombro acontece quando há perda do contato total da cabeça do úmero com a glenóide.

Existem 3 tipos de luxação do ombro: para baixo, anteriores e posteriores. A mais frequente delas é a luxação anterior. A luxação pode ser incompleta ou chamada de subluxação, quando ocorre apenas a perda parcial do contato.

Geralmente, na luxação do ombro, a cápsula e os ligamentos da articulação ficam lesionados ou rompidos. Neste caso, por causa de luxações repetidas, o médico considera instabilidade do ombro.

Em luxações agudas, com dor extrema, o paciente é atendido com urgência no hospital para que o ombro seja recolocado no lugar. O tratamento também consiste em fisioterapia, imobilização da área machucada, gelo e analgésicos.

Alguns pacientes apresentam recidiva e, nestes casos, podemos recomendar o tratamento cirúrgico por artroscopia, um método minimamente invasivo e rápido para refazer os ligamentos rompidos e a cápsula.

Depois da cirurgia, o tratamento consiste em um programa para reabilitar o paciente a retomar suas atividades de rotina, inclusive as esportivas. Se houver recidiva mesmo após a cirurgia, o médico pode realizar uma cirurgia aberta com a técnica Bristow-Latarjet para bloqueio ósseo.

 

 

Entre em contato conosco!